sábado, 31 de dezembro de 2011

Bom ano e primeiro aniversário do Blog

Olá Amantes de Cavalos! Como estão?
Queria vos fazer comunicado de que, como já sabem, a partir das 00h vai ser a passagem de ano de 2011 para 2012. Espero que tudo vos corra bem e que entrem com o pé certo para um ano cheio de recordações valiosas... 

Mas não tenho só isto para dizer. O Blog ''Amantes de Cavalos'' foi criado no dia 31 de Dezembro de 2010 e hoje faz o seu primeiro ano de existência! 
Com 49 seguidores espetaculares que cada vez gostam mais dos nossos queridos cavalos e com quase de 60 mil visualizações de todo o mundo, este blog está a ser um Sucesso! Muito obrigada a todos, que tenham contribuído para que este Blog seja um lugar interessante cheio de informações sobre os cavalos.

Muitas felicidades,



segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Equitação

Que tal foi o vosso natal?

Desculpem, de não escrever nada aqui no Blog durante véspera de Natal. Aliás, durante estas férias não me tenho dedicado muito ao Blog. Venho um pouco atrasada, eu sei porém, mais vale tarde que nunca!

 

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Cavalo morre após ser espancado por trabalhador rural em Anápolis (no Brasil)

  • Agressão aconteceu depois que o animal fraturou a pata e caiu, diz polícia. O cavalo pertencia ao filho do agressor, um menino de 10 anos.

    Um trabalhador rural de 33 anos foi preso na manhã desta quarta-feira (21) em Anápolis, a 55 km de Goiânia, suspeito de matar a pauladas um cavalo. De acordo com o sargento da Polícia Militar (PM) João Jair Francisco de Sá, o animal era do filho do agressor, um menino de 10 anos.

    Segundo o sargento, o homem, que trabalha na zona rural de Anápolis, montava o cavalo até à cidade quando o animal fraturou uma das patas e caiu. Testemunhas contaram que, após a queda, o homem espancou o cavalo com um pedaço de pau. O animal ainda teria levantado e andado cerca de 40 metros, até que caiu e faleceu.

     

    O sargento informou que o cavalo estava com ferimentos por todo o corpo e um corte na cabeça. De acordo com a polícia, o homem confirmou que bateu no animal minutos antes dele morrer, mas negou tê-lo agredido anteriormente. O animal estava com a família há aproximadamente um ano.
     

    Na delegacia, a Polícia Civil registou contra o suspeito um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por maus-tratos. Hoje, ele pode ter sido liberado. Se for condenado, o trabalhador rural pode ficar até dois anos cumprindo medidas sócio-educativas.
     

    domingo, 18 de dezembro de 2011

    Regras de segurança elementares

    - Ao pôr ou tirar um cavalo de uma boxe, deve abrir-se completamente a porta e passar por ela à frente do cavalo, para evitar ser-se entalado ou encurralado a um canto. 

    - Há que ter cuidado com disputas e reações dos cavalos uns com os outros, porque mesmo um animal dócil pode ser muito agressivo com os outros, sobretudo durante a distribuição da ração.
     

    - Nunca efetuar correrias ou algazarras na proximidade dos cavalos (cavalariças, picadeiros ou campos de treino) pois são animais que necessitam de ambiente tranquilo para não se enervarem e poderem ser facilmente tratados ou trabalharem bem.
     

    - Nunca entrar num picadeiro sem antes parar e pedir autorização para entrar, não só como norma de cortesia tradicional como por razões de segurança dos cavaleiros que nele evoluem e do próprio que pode ser atropelado, por não ter visto no exato momento da entrada.
     

    - A circulação dentro de um picadeiro (ou de um campo de treino), em Portugal, tal como nas estradas e caminhos, faz-se pela direita, pelo que a pista da parede ou exterior pertence a quem trabalha para a mão esquerda e a interior a quem faz para a direita, observando-se ainda as seguintes regras:
    (Organização do picadeiros - Prioridades)

    •  Quem trabalha em círculo deve dar prioridade a quem se aproxima na pista, independentemente do lado se desloca;
    • Quem trabalha ou descansa a passo, não tem direito a ocupar a pista.; (um dos nomes que se dá à pista exterior, ou seja, o corredor onde fica mais próximo do limite do picadeiro chama-se teia.)
    • Em Portugal, o cavaleiro que circula para a mão direita, cede a pista ao que se apresenta pela frente e que vai cruzar-se com ele, circulando para a mão esquerda as ultrapassagens, de resto a evitar o mais possível, fazem-se sempre dentro e não entre o ultrapassado e a parede;
    • Quando evoluem duas escolas ou vários cavaleiros em trabalho individual convém que os trabalhos em círculos sejam repartidos pelos dois topos do picadeiro, num deles para a mão esquerda e no outro para a mão direita;
    • Deve haver a preocupação permanente de deixar a pista livre para quem trabalha, nunca parando nela ou, qualquer forma, cortando a circulação sem a prévia anuência dos demais cavaleiros, por exemplo, para colocar um obstáculo, ajustar a cilha ou os estribos, atender o telemóvel, etc.
    • Uma escola nunca deve formar-se em ''fila'' uns atrás dos outros, para evitar querelas e coices entre os cavalos, nem ao longo da parece, sobre a pista, impedindo a circulação, mas sempre lado a lado e sobre a linha do meio do picadeiro.

     (Organização do picadeiro - Filas)

    • Depois de montar, há que manter a imobilidade até ser recebida a ordem de avançar. Uma vez em movimento é importante não deixar alcançar o cavalo da frente, para evitar as consequências, muitas vezes graves, de coices de reação. No exterior, o intervalo recomendado é de cerca de um comprimento de cavalo.
    • Nenhum aluno pode montar sem proteção de cabeça (toque ou capacete) e as pernas bem protegidas com botas ou polainas, além de não dever usar calçado sem tacões porque o pé pode enfiar-se perigosamente no estribo.

    Terminologia própria

    Em equitação, como nos demais desportos, existem expressões que lhe são próprias e que é preciso conhecer para que haja entendimento entre quem ensina e quem aprende. Vejamos algumas delas:
    • Picadeiro é, normalmente, um grande espaço retangular onde evoluem os cavaleiros. Pode ser no interior de um edifício próprio e diz-se picadeiro coberto ou ser demarcado no exterior por uma cerca ou vedação e diz-se picadeiro descoberto. Quando expressamente utilizado para o treino ou competição de Ensino (dressage) terá as dimensões 20x60 ou de 20x40 metros e determinadas letras bem visíveis afixadas na sua periferia, para servirem de referência aos diferentes exercícios a executar nas diferentes provas.


      Pódio d'Aventura, Centro Hípico
      • Campo de treino (a que os franceses chamam ''carriére''), não é mais do que um grande recinto exterior vedado com piso adequado, onde os cavaleiros podem treinar geralmente obstáculos mas também ensino, ou como agora se diz, ''trabalho no plano''.


        Les Ecuries de la Boissière, França
        • Pista é o caminho que seguem os cavalos àvolta do picadeiro ou do campo de treino, podendo circular para a mão direita ou para a mão esquerda conforme rodam ou voltam para um ou outro lado. Podemos imaginar uma pista exterior junto à parede ou vedação e outra pista inferior paralela àquela e cerca de 1 metro para o interior dela.
        Centro hípico de Palmela, em Arraiados

        • Mudar de mão significa mudar o sentido no qual o cavaleiro circula no interior do picadeiro, geralmente tomando uma diagonal algumas passadas após a passagem do segundo canto e retomando a pista, para a mão contrária, 3 a 4 metros (mais ou menos o comprimento de dois cavalos) antes do novo primeiro canto.
        Esquema simplificado para mudar de mão

        • Escola é o grupo de cavaleiros e cavalos (conjuntos), geralmente a mesmo nível, que montam simultâneamente sob as ordens de um mesmo instrutor. ''Formar escola'' significa os cavaleiros materem-se atrás de um fila-guia, uns a seguir aos outros.


        Raças (Connemara)

        Os póneis de Connemara (altura: 135 a 148cm) foram provavelmente introduzidos pelos Celtas quando se fixaram no Sudoeste de Inglaterra e na Irlanda a partir do século V a.C.

        Noutras regiões deram gradualmente lugar aos cavalos grandes; somente nas colinas e nas charnecas agrestes e inóspitas da costa ocidental da Irlanda, em Connemara, é que os resistentes cavalos pequenos sobreviveram à Natureza e ao Homem.

        Ao longo dos séculos, a criação natural seletiva resultou numa raça incrivelmente robusta e resistente. No final do século XVI, foi introduzido sangue dos Ginetes espanhóis, que se crê terem chegado a esta região após o naufrágio da Invencível Armada, em 1588. Mais recentemente, tem sido prática corrente o cruzamento desta raça, registada como ''Connemara'', com Puros-Sangue Ingleses e Árabes.
        O resultado são cavalos de saltos como o conhecido Dundrum, que descende de uma égua Connemara e do Puro-Sangue Inglês Little Heaven (que, com apenas uma altura de 146cm, vencia facilmente obstáculos de 2,10m) ou como o célebre Stroller.

        O Connemara é um cavalo muito ágil, de passo seguro e bom no salto, ótimo em todas as modalidades equestres e de atrelados.

        É um animal tenaz e perseverante, com andamentos agradáveis, amigável e calmo. Os cavalos tendinosos são ideias como companheiros de lazer para miúdos e graúdos. Já deram também provas como póneis de pólo e cavalos de caça.

        sexta-feira, 25 de novembro de 2011

        Raças (Clydesdale)

        Os cavalos Clydesdale (altura: 165 a 175 cm) são originários das Terras Baixas escocesas por onde passa o rio Clyde. Em meados do século XVIII, e com a melhoria das vias, as éguas de raça regional autóctones foram cruzadas com garanhões flamengos pesados, com o objetivo de adaptar cavalos de carga a cavalos de tiro e para o trabalho nas minas.

        De 1884 até à Primeira Guerra Mundial, foram exportados inúmeros cavalos para os Estados Unidos e para o Canadá.

        Hoje, os Clydesdale são populares como cavalos de atrelagem, sobretudo nos Estados Unidos, na Nova Zelândia, na Austrália e na África do Sul.

        domingo, 20 de novembro de 2011

        Concordam comigo?

        Continuo a achar que os cavalos deveriam ser os melhores amigos das pessoas, porque quem nos carrega nas costas são eles no bem ou no mal. ♥

        Imagem do Mês

        Como são os cavalos em todo o mundo?

        • Belize
        Belize é um pequeno país da América Central e haviam algumas informações sobre as tradições de corridas de cavalos estabelecido no início do século XX. No entanto, estas tradições derivam as pessoas que vieram para Belize e não aqueles que são nativas de lá.

        Cavalo em Espanhol é Caballo

        domingo, 23 de outubro de 2011

        The Sims 3 pets

        Olá Amantes de Cavalos! Vim a descobrir que já existe o jogo ''The Sims 3 pets''.
        Cria cães de guarda ferozes a gatinhos destruidores, cavalos e muito mais.
        Quanto mais animais de estimação, maior a diversão será
        ! Podes criar uma grande variedade de cachorros, gatos e, pela primeira vez, cavalos! Achas que o teu Sim é capaz de domar um cavalo selvagem?
        • Torna-te numa Mascote. Assume o controlo duma mascote, perseguindo, escavando, rebolando e muito mais. Pode ser o companheiro perfeito ou semear o caos entre os teus Sims! 
        • As mascotes têm os seus próprios traços! Desde inteligente, corajoso e simpático até hidrofóbico, assustadiço, palerma, agitado, feroz e ágil e muitos outros. 

         
        • Um potro por gravidez, ninhadas por gravidez, no caso dos gatos e dos cães.
         
        • Cavalos serão cuidados por suas mães ou amamentados. 
        • Potros obtém modificadores de humor negativos caso sejam separados da mãe. 
        • Os cavalos comem cenouras.
        • Existe uma nova criatura: o Unicórnio. Podem começar um incêndio, se teletransportar, curar os Sims, abençoar e amaldiçoar Sims e plantas, e pode ser destravado. 
        • Os gatos podem caçar e pássaros, peixes, cobras, tartarugas, lagartos, besouros, peixes e roedores. O mesmo acontece para os cães.
        Sims 3 Pets | Dog Chase
        • Os vários traços dos animais: Gosta de nadar (apenas no cão), hidrofóbico, preguiçoso, agressivo, ágil (apenas nos cavalos), corajoso, destrutivo, rápido (apenas nos cavalo), super leal (apenas no cão), suave, nervoso, barulhento, brincalhão, orgulhoso, nervoso, aventureiro, génio, amigável, caçador, independente, puro, não-destrutivo, quieto, tímido, odeia salto (cavalo só), criado por lobos (apenas cães), reforço e outros.
        • Outros animais de estimação: Formigas, Aves (Arara Azul, catalina, Arara, cacatua, Congo Africano, corvo, falcão, papagaio de cabeça amarela), lagartos (lagarto anole, antigo dragão, lagartixa, camaleão, Pequeno dragão de komodo, lagarto agama, lagarto do texas), roedores (chinchilas, ouriços, esquilos, ratos, musaranhos, hamsters), cobras (python amarelo, cobra-liga, cobra esmeralda de árvore, cobra da Malásia, python amarelo, cobra escarlate, cobra San Francisco garter, cobra shieldtail iridescente, e mini-python), e tartarugas (barbours mapa, manchado, caixa oriental, indiano coberta, slider vermelho eared, pigmeu, spiny, e oeste pintada).
        • As mascotes podem aprender habilidades. Os cães e os gatos podem aprender a caçar, os cães podem aprender a encontrar objectos coleccionáveis e ir buscar os seus Sims num encontro, e os cavalos podem aprender a correr e saltar.
        • Habilidades dos Animais: corrida e salto. 
        • Os cavalos têm necessidade de exercício e sede. Os cães têm necessidade de destruir. 
        • Animais de estimação não podem ser colocados em lotes de férias. 
        • Raças de Cavalos: Americano Pintado, Friesan, Islandês, Morgan, Palomino. 
        • Novas Carreiras: Tratador de Cavalos. 
        • Competições: corrida e Cross Country (iniciante, avançado e internacional). 
        • Cavalos podem dar coices em Sims.

        • Truques: sentar, se agitar, falar, rolar, fingir de morto. Os truques se tornam Habilidade. 
        • Animais de estimação não têm emprego. 
        • Animais de estimação não recebem oportunidades.
        • Animais de estimação podem exorcizar fantasmas. 
        • Os cães podem nadar. 
        • Animais de estimação não têm desejos vida.

        • Raças de Gatos: Gato Preto, Cinza Listrado, Persa, Siamês, Singapura, Azul Russo, Tuxedo, Bosques da Noruega. 
        • Raças de Cães: Border Collie, Collie, Pug, Dálmata, Doberman, Poodle, Setter, Dachshund, Bull Dog, Highland Terrier, Pitbull, Shiba Inu, Pastor Australiano, Chow Chow, Pastor Alemão, Golden Retriever, Newfoundland, Samoyed, Giant Schnauzer, Husky Siberiano, Spaniel Springer, Terrier Airedale, Terrier Kerry Azul.


        A data prevista para o lançamento é Outono de 2011 (18 de Outubro para nos EUA, 20 de Outubro de 2011 no Brasil e 21 de Outubro de 2011 em Portugal).
        Então gostaram?

        sábado, 22 de outubro de 2011

        Truques e segredos


        • O movimento da cauda 

        Ao contrário dos cães, o movimento da cauda num cavalo é sinal de irritação, que podem usar como acto de defesa. Recomenda-se que se faça um nó à cauda quando se tem de estar na parte posterior do cavalo.
        • Saber se uma égua está prenha 
        Se uns dias depois da cópula, pôr-se um macho perto da fêmea, ela reagirá de forma agressiva. Por outro lado, se ela não estiver fecundada, irá deixar que o macho se aproxime. Este é um truque bastante eficaz. De qualquer forma, apenas estaremos seguros por completo ao realizar uma ecografia.
        • Saber se um cavalo tem febre 
        Se o comportamento do nosso cavalo for um pouco estranho e não tivermos um termómetro à mão, uma forma de verificar é tocando-lhes nas orelhas. Se estão quentes, então é um sintoma de febre, apesar de também poder significar outras coisas.
        • Significado do movimento das orelhas 
        É um dos meios principais que o cavalo tem para comunicar. Normalmente significa que está à procura de um ruído. Mas também podemos distinguir os diferentes movimentos das orelhas. Se estão direitas ou para a frente significa que encontrou qualquer coisa de lhe inquieta. Se estão verticais, quer dizer medo. As orelhas inclinadas um pouco para trás podem ser sintoma de irritação, e se estão completamente para trás, o cavalo está chateado. Se as orelhas do nosso cavalo estão em sentidos diferentes, quer dizer que não percebeu o que queríamos dizer-lhe. Quando o cavalo dorme, ele fica com as orelhas caídas, mas se ouvir algum ruído e ele não as levantar rapidamente, devemos verificar o estado da sua saúde, porque pode ser sintoma de alguma doença.
        • Visão do cavalo 
        O tamanho dos seus olhos maiores do que os da baleia ou do elefante, têm um grande campo de visão, de quase 360 graus. Só que a sua visão à frente e atrás deixa um pouco a desejar. Isto é bastante importante de ter em conta quando o vamos montar. À noite, a visão do cavalo é melhor que a do Homem.
        • Reconhecer o seu nome 
        Para que o cavalo saiba que o estamos a chamar, devemos dar-lhe um nome. O nome tem que ser curto, a rondar as duas sílabas. Para conseguirmos que ele reconheça o seu nome, devemos dizer o seu nome sem que ele nos veja, até que o cavalo reaja por curiosidade, e então nessa altura devemos recompensar-lhe até que ele aprenda.
        • Evitar mordidelas 
        O cuidado dental do cavalo é muito importante. Portanto devemos evitar tudo aquilo que possa fazer mal aos dentes.
        • Manter o cavalo deitado 
        É uma coisa complicada de fazer, especialmente se o cavalo sofreu de algum acidente. Quando conseguir pô-lo deitado, a forma de os manter deitados é pondo um joelho sobre a cabeça e outro sobre o pescoço por algum tempo. Não pode tapar-lhe a visão porque ele iria ficar mais nervoso assim.
        • Curar as bolhas 
        A primeira coisa a fazer é pôr gelo sobre o inchaço e pressionar a zona com uma fita. Também podemos por um pedaço de terra molhada sobre a bolha. Este tipo de feridas devem ser controladas durante os dias seguintes, para que fique sempre limpa evitando irritações e infecções.

        Aprender

        Clica aqui para descobrires mais sobre o Hipismo (Dressage, Saltos e Cross Country)


        domingo, 16 de outubro de 2011

        Aviso

        Olá Amantes de Cavalos!
        Já reparei que a minha última publicação foi no dia 7 de Outubro. Mais uma vez, desiludo-vos com mais uma razão.
        As aulas, e os concursos (que foi este fim-de-semana inteiro) de saltos de obstáculos, não têm contribuído para a publicação de novas notícias no Blog. Vai ser um pouco difícil, durante a semana e no fim, publicar.
        Espero que compreendam a minha situação. Peço imensa desculpa. Até a vista, cavaleiros!

        sexta-feira, 7 de outubro de 2011

        Desenhos e pinturas 2

        Posso dizer que estes desenhos foram encontrados na Internet e que foram feitos por, alguns são anónimo, mas outros têm o seu nome gravado.
        Mas o mais importante é que os cavalos são uns animais em que merecem ser retratados da melhor maneira.

         

        Espero que tenham gostado. Caso eu encontrar mais, publico!

        quarta-feira, 5 de outubro de 2011

        Raças (Cleveland Bay)

        Tendo em conta a sua função inicial de animal de carga, este cavalo (altura: 165 a 170cm) resistente e longevo era conhecido por ''Chapman Horse'' por ser utilizado pelos vendedores ambulantes (chapmen) de Cleveland Hills, principalmente nos séculos XVII e XVIII. Com a introdução de sangue Árabe e Inglês, surgiu em Cleveland e no Yorkshire Coach, uma variante mais impressionante e ligeiramente maior do Cleveland Bay.
        Actualmente, este equino, que devido à sua pelagem castanha é também conhecido como ''Cleveland Brown'', não só é utilizado como cavalo de atrelagem da Casa Real Britânica, mas também como cavalo de aparato em eventos festivos em todo o mundo. Também o Oldenburg e Holsteiner (raças que ainda não foram introduzidas no Blog) receberam influência do seu impressionante legado. Além da criação pura, pratica-se novamente o cruzamento com o Puro-Sangue Inglês (raça que ainda não foi introduzida no Blog) para a obtenção de bons cavalos de saltos e de caça. O Cleveland Bay é um cavalo muito modesto, de passo amplo e com talento para o galope e o salto.