segunda-feira, 25 de julho de 2011

Aviso urgente sobre o Blog

Boa noite, Caros(as) Leitores! Ao lerem o título, devem agora estar a pensar que é uma notícia má... nem por isso mas tenho que vos dar, seriamente, um aviso! (pausa profunda)

***





O Blog Amantes de Cavalos já está quase a chegar aos 40 SEGUIDORES! E que mais tarde serão 50... e por aí fora. Continuando, as visualizações estão, também, quase nas 30 mil! Obrigada, pessoal! Vocês são espectaculares, tenho muito orgulho em ter pessoas como vocês que admiram tanto os cavalos e o Blog.

Tenho agora um comunicado para a Manu Azoia...

Relativamente ao comentário que fizeste na publicação ''Dia do Amigo (Atrasado)'' eu tenho que te pedir desculpa mas não posso. Sabes é que eu estou a sofrer um pouco com uma situação bastante recente e incomodativa.

Vim a saber que fizeram um pequeno plágio duma publicação do Blog. Por agora, não vou alastrar muito este problema, mas se esta pessoa continuar a copiar, vou ter que avançar.


Não quero plágios! Ao menos sejam capazes de admitir que a informação publicada não é a original! Tal como eu faço quando retiro doutros lugares e coloco sempre no final do post uma Fonte de Pesquisa! Com certeza, que não queriam de estar no lugar de alguém como eu, e todas as outras que estão a levar com esta angústia...

Dizer NÃO ao plágio, é um começo!

Como são os cavalos em todo o mundo?

  • Aústria
Os cavalos na Aústria, são utilizados como animais de carga, muitos deles são cavalos como cavalos de transporte, turismo ou monta cavalos show.

No entanto, estar em casa com os cavalos Lippizaner (raça que ainda não foi introduzida no Blog) famosa, a Áustria fez um nome para si no mundo dos cavalos.

Cavalo em alemão é pferd.







quinta-feira, 21 de julho de 2011

Raças (Bósnio)

O Bósnio, também conhecido como o ''Cavalo de Montanha'', é a mais importante raça de cavalos pequenos dos Balcãs (altura: 130 a 140cm), onde é insubstituível como cavalo de carga e de tiro e, por vezes, é utilizado como cavalo de sela. Foi sobretudo durante a monarquia austro-húngara, que se introduziu sangue turco e oriental neste cavalo de montanha semelhante ao Tarpan.

Apesar de ter herdado de éguas autóctones a sua resistência e o seu carácter suave, é aos cavalos Árabes que este equino deve a sua leve mas robusta estatura. Desde muito tempo que esta raça é criada sem recurso a cruzamentos híbridos.

O Bósnio descende dos três garanhões Misko, Barut e Agan, que foram utilizados, em 1933, como reprodutores da coudelaria de Borike.

Desde a década de sessenta que se tornou um dos cavalos mais apreciados na Europa, sendo excelente para passeios e provas de resistência equestre.


Dia do amigo (atrasado)

Desculpem o atraso, mas só ontem mesmo à noite (já com o computador desligado) percebi que era o Dia do Amigo.
No entanto, lembrei-me na mesma de fazer um post com esse tema.



Amigos são aqueles que não temos vergonha de nada.
São aqueles que passam muito tempo juntos.
São aqueles que são verdadeiros uns para os outros.
São aqueles que não suportam a distância.
Verdadeiros amigos são aqueles que são amados.


Seja um pequeno e o outro grande, seja um gordo e o outro magro, isso não quer dizer que não gostem um do outro.

Fonte de imagens: Google e Facebook

quarta-feira, 20 de julho de 2011

História de um animal abandonado

Todos os dias da minha vida, foram feitos para eu ficar amarrado a uma corda grossa e comprida.

Ninguém tem a coragem, que na verdade, nem é preciso ter coragem! É preciso ter coração para vir ter comigo ajudar-me. Nunca tive uma única companhia na minha vida.

O que é o abrigo que tanta gente tem?
O que é o amor que tanta gente fala?
O que é a amizade?
O que é um DONO?
Não sei, não sei!
Adoraria apresentar-vos quem sou mas, infelizmente, não tenho nome e só posso dizer que sou um cavalo desesperado que tem falta de tudo!

Nasci neste lugar e cá continuo a minha vida... Num campo muito enorme! Mas a corda não me permite passear. Não é só: este é um terreno abandonado, seco, sem manutenção, cheio de entulho! A erva não cresce muito e transforma-se em palha. Parece um labirinto sem saída, no qual, não tenho possibilidades para matar a minha sede em dias de muito calor. Não tenho direito a sombra nestes dias tão calorosos.

Vejo os carros que passam do tamanho de formigas. Tão rápidos quanto o meu galope.

Algumas das pessoas param de caminhar com as sacas carregadas de comida para olhar para um ser destroçado sem saber que fazer há sua vida.

Outras, usam-me como tiro ao alvo e é assim que estou com uma pata ferida! Ao fim, fogem e desatam-se a rir das suas pontarias. Pedradas que me espetaram no corpo que deixam-me cheio de dores.

Apesar disso, existe gente bondosa que me querem ajudar. Tentam aproximar-se de mim, porém afastam-se e a luz das oportunidades apaga-se. As pessoas não querem um cavalo mal tratado e abandonado!

Os meus ossos estão há vista de todos...o meu pêlo é comparado com palha... os meus cascos estão cada vez mais feios, quebradiços e fracos.

Fico com inveja, ao ver como existem cavalos que têm mais direitos que deveres! Que têm sempre, mais que um admirador. Pêlo brilhante como as estrelas do céu, que tanto olho todas as noites para que um milagre caia do céu, e vivo, como as flores dum jardim...
Não entendo como há gente que se ''mata'' para ganhar concursos... se está aqui um animal que se ''MATA'' para sobreviver! Tenho a certeza que se cuidassem de mim, ganhavam muito mais que um animal feliz e bonito... ganhavam uma nova e fiel AMIZADE! Contudo, isso não acontecerá!

Só quero que esta dor que me incomoda desde muito jovem, acabe! Sou um ''coitadinho'' pronto para partir de vez. Quanto mais tenho de suportar?
Mensagem: Se vires um cavalo como este, abandonado,

NUNCA o deixes de lado!


Espero que tenham gostado, tive muito prazer em escrever um texto como este (fui eu mesma que o inventei), porque existem por aí, muitos cavalos como este que relata a história. Nunca devemos deixá-lo sozinho! Ele quer e precisa de ajuda. Comentem, por favor!

terça-feira, 12 de julho de 2011

Raças (Berbére)


Com a altura de 145 a 160 cm, o Berbére não pretence propriamente aos cavalos de grande porte, mas a sua reputação como progenitor na criação de outras raças é quase tão grande como a do Puro-Sangue Árabe, e é praticamente tão antigo como este. Todavia, o apogeu do Berbére começou com o domínio do Islão. No ano de 800 a.C., os Mouros levaram muitos dos seus famosos cavalos para a Espanha, e aí acasalaram-nos com cavalos autóctones para criarem o Andaluz. Quando, em 1622, a esposa de Carlos II de Inglaterra recebeu a cidade de Tânger no seu dote de casamento, foram introduzidos em Inglaterra muitos Berbéres para transmitir às raças autóctones mais rapidez e perseverança. Foi assim que os pequenos cavalos norte-africanos se tornaram os antepassados do Puro-Sangue Inglês. O Berbére possui um carácter forte e um passo perfeitamente seguro e é destemido, corajoso e dócil de se montar.

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Como são os cavalos em todo o mundo?

  • Austrália
Os cavalos foram levados primeiro para a Austrália no final do século XVIII, durante seus dias de pioneiro. A introdução dos camelos no estilo de vida australiano, criou uma diminuição na demanda de cavalos e muitos ficaram selvagens.

Estes cavalos selvagens ficaram conhecidos como ''Brumbies''- os cavalos selvagens da Austrália.

Horses in Australia










Música

Descobri mesmo agora, uma música linda! Uma música cujo o título é ''Horses'' de uma banda chamada ''Dala''.
A música é calma com a presença de duas vozes femininas e ao logo do vídeo aparece cavalos.
Eu adorei a música e espero que vocês também o achem...