quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Como são os cavalos em todo o mundo?

  • Camboja
Há 30 mil cavalos e póneis no Camboja, muitos pertencentes a agricultores que os utilizam para a agricultura de trabalho e transporte.

A vida de um cavalo não é fácil no Camboja, independentemente do local que esteja. No entanto, a Organização Bem-Estar do Pónei cambojano pretende sensibilizar e educar o povo local sobre o cuidado apropriado do cavalo.

Cavalo em Khmer é


domingo, 11 de agosto de 2013

II Concurso fotográfico cavalgadas Brasil


O Concurso Fotográfico Cavalgadas Brasil visa disseminar o conhecimento e o interesse por cavalos, enquanto inspira a criatividade na arte fotográfica. Tem como princípio a ética fotográfica e o respeito aos direitos dos animais.

Com mais de R$10 mil reais distribuídos em mais de 15 Prémios*, o Concurso vai premiar o talento e o amor pelos cavalos expressos em fotos. 

 O Concurso vai receber inscrições nos meses de agosto e setembro. Em outubro acontecerá o julgamento e a votação e em 30 de outubro serão divulgados os vencedores.

Uma comissão julgadora, formada por especialistas e fotógrafos de renome (Júri) selecionará as imagens com base na qualidade, técnica, diversidade, comportamento, originalidade de composição, respeitadas as características de cada uma das categorias. O Juri é composto por 5 jurados e terá a coordenação das reconhecidas fotógrafas Silva Focco e Elayne Massaini .

Silvia Focco - Natural de Milão (Itália), estudou Artes e trabalhou para algumas publicações italianas com o tema ''cavalo'', (incluindo a Cavallo Magazine). Trabalha como fotógrafa e foi vencedora em 2011 do Prémio ''150 anni di Unità d'Italia''.


Elayne Massaini - Formada em publicidade e propaganda pela FAAP e web designer pelo Senac, fez oseu primeiro curso de fotografia em 1993. Em 2004 participou do Curso Internacional de Fotografia de Cavalos, iniciando no ano seguinte trabalhos fotográficos na área equestre, ou seja, a sua verdadeira paixão. Fotografa cavalos em eventos, haras, hípicas, editoriais e publicidade.

 Informações e inscrições:

sábado, 10 de agosto de 2013

Passo travado e tölt


Existem raças que, além dos tipos de andamentos, dominam ainda o passo travado (como é o caso do Islandês). Neste andamento, as pernas avançam, não na diagonal, mas lateralmente, ou seja, membro anterior e posterior direitos e membros anterior e posterior esquerdos.
O efeito é um movimento de balanço, como se observa no camelo, e que é extremamente confortável para o cavaleiro. Por esse motivo, na Idade Média ensinava-se este andamento aos palafréns (cavalo bem treinado usado por nobres em desfiles nessa época).

O tölt, típico do Islandês, é uma espécie de ''andar a correr'', uma sequência de quatro tempo tal como acontece no passo, mas mais rápido. Esta andadura é também muito agradável para o cavaleiro, por não haver fase de suspensão, como no trote. Por isso, o cavalo não é ''atirado'' na sela, como se diz na gíria para designar os desagradáveis sacões que o cavaleiro não experiente tem normalmente de sofrer no trote levantado. O peso do cavalo é sempre transferido de um membro para o outro mais próximo.

Ao contrário do trote, o cavalo troca com pelo menos um membro no solo. Com o ouvido pode-se também perceber a diferença entre o trote e o tölt em solo firme. Na maioria das raças de cavalos de andamento, este andamento é natural. Mas os cavalos têm de aprender, com um bom treinador, a fazer o tölt quando montados por um cavaleiro e a dominar os diversos tempos, assim como o ritmo. 


sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Tranças para cavalos (parte 4)

Trança diamante


A trança diamante é um estilo de trança adequado para cavalos que têm crinas longas que não implica cortar ou arrancar as crinas.
  1. Escove a cirneira e certifique-se que os cabelos não estão embaraçados. 
  2. Divida a crineira em várias seções horizontais aparentemente iguais. Para isso, comece no topo do pescoço, perto da cabeça, reunindo uma pequena parte da crineira. Coloque um elástico de borracha ao redor dessa seção. O elástico deve estar perto da raiz mas longe o suficiente para que a crineira fique plana. Repita o processo até completar a primeira seção horizontal da cabeça até ao garrote.
  3. Segure a primeira seção vertical e separe-a em duas partes iguais. Combine uma dessas partes com a metade da seção seguinte. Coloque um elástico em torno desta nova seção, criando um novo rabo de cavalo. 
  4. Repita o processo para as seções adjacentes, formando uma nova seção horizontal, até chegar à última (a do garrote).
  5. Não é obrigatório fazer a trança até às pontas. Muitas tranças diamante não são feitas até ao fim como é o caso da imagem 2.
Aqui fica um vídeo para ajudar a executar:


quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Gato ataca cavalo em espectáculo equestre


O vídeo de um gato a atacar um cavalo tornou-se um fenómeno de popularidade online.

Nas imagens captadas durante um espectáculo equestre nos EUA, vemos o felino a esgueirar-se e a saltar para atacar o cavalo, numa altura em que se preparam para a corrida.

Publicado a 30 de Julho, o vídeo já soma quase 640 mil visualizações.


Raças (Trotador Standard Europeu)

A história das corridas de trote tem início na segunda metade do século XIX. A fundação da coudelaria Mariahall em 1885 constituiu o ponto de partida para a primeira criação de trotadores na Europa.

Os trotadores Orlov russos foram cruzados com trotadores americanos mais rápidos (os Standardbred Americanos) e, mais tarde, com trotadores franceses, que eram conhecidos como cavalos de endurance.
Em 1927 instituiu-se um livro genealógico para os trotadores e, desde a Segunda Guerra Mundial, que esta raça é criada uniformemente nos diversos países europeus.

Os trotadores alemães famosos são o Epilog, o Permit e o Simmerl. Por meio de handicaps de distâncias variadas é avaliada a sua capacidade com base na idade e no valor monetário acumulado. Com introdução de sangue americano, obtiveram-se também cavalos que realizam o passo travado na Europa. Por essa razão é que os Trotadores Standard Europeus (altura: 145 a 170 cm) revelam também talento para o passo e o tölt.